Enigma


Seja de que maneira for, tu estavas lá para me garantir que tudo o que dei por certo era errado. O teu olhar reclamava por atenção e o seu azul chamava-me para um pecado que eu queria cometer. Para quê voltar a cair no mesmo erro?. O meu corpo tremia. O meu sangue não sabia que ciclo seguir. Os meus músculos perdiam o equilíbrio. Mal conseguia andar quando se tratava de ir em direcção a ti. Pedias-me que caísse no teu mundo assim do nada mas ele era fechado demais para eu não me magoar ao fazê-lo, e de novo voltei a saber o que era ter inocência. Todas as tuas promessas me pareciam de sonho. A conquista de um novo amor é isso mesmo. Mas a tua expressão nunca me mentiu. A forma como paravas e hesitavas demonstrava a tua dúvida e nisso estávamos num mesmo patamar: apenas uma possibilidade de escolha para duas possíveis decisões, mas sem equiprobabilidade pois estava demasiada gente envolvida. Amor proibido? Não. Paixão condenada à morte. O nosso destino nunca foi o mesmo, as nossas decisões nunca estiveram inclinadas para planos iguais.
O teu corpo continuava a chamar por mim, como sempre, e o teu olhar, apenas esse, tinha mudado. Não em ti mas em mim, que quando o penetrei não lhe vi brilho, aquele encanto. 
Enquanto foste puro aos meus olhos, enquanto outro lábios não te tinha ainda tomado, tudo fazia sentido. Depois não. Já não eras meu como nunca foste. 
Insisti em sentir o teu corpo novamente e abracei-te. Continuavas envolvente e enorme, quente e potente. O meu corpo desfaleceu, arrependida mas incapacitada para fugir. Estava a trair-me, a magoar-me, mas nunca o masoquismo me soube tão bem, me pareceu tão adequado. E o depois, as consequências, não importavam. Se acordei, fui infeliz. Se fiquei, não sei. Porque tu és isso mesmo: o meu maior enigma.

27 comentários:

  1. foi o texto mais lindo que li nos últimos tempos. AMO! AMO! AMO!
    e da maneira que estou, até me fez chorar :c

    ResponderEliminar
  2. AIIII *.* Está tão bonito *.*

    Eu já te disse, tu escreves muito bem. Tens intensidade nas palavras *.*
    Está mesmo bonito *.*

    ResponderEliminar
  3. Mas que fique claro que eu NÃO ESTOU APAIXONADA
    E sim, tenho a certeza ahah
    Anda tudo a pensar, mas eu só dei asas ao meu lado sensivel :P

    ResponderEliminar
  4. Ohh *.* Mas eu gostei memso do Texto paw.
    Mexeu comigo, enquanto o lia *.*

    ResponderEliminar
  5. A Raquel é uma queridúcha, e eu sei que vai tentar gamar os boxers aos Jared pa mim \m/

    ResponderEliminar
  6. Eu disse que enchia isto de marcas minhas (AA)

    ResponderEliminar
  7. Mas a Cátia está errada! u.u
    Ouçam o que a Su vos diz x'D

    ResponderEliminar
  8. estar apaixonada e nao saber consegue ser tão bom e tranquilo!

    ResponderEliminar
  9. Talves a Ju tenha razao, mas nao é probabel que esteja.
    Eu sou um misterio paw ahha
    É por isso que escrevo coisas daquelas e estou limpa do virus :PP

    E acho muito bem que tragas o que poderes u.u
    nao é mais que a tua obrigação x'DD

    ResponderEliminar
  10. Boa escrita. Parabéns.

    :)

    apaixonado... acho que já não me lembro do que é...

    ResponderEliminar
  11. cenas de ciúmes, que levam a actos irrefelctidos (..)

    ResponderEliminar
  12. Adorei adorei adorei. Retrata tão bem a minha situação de agora. É que é mesmo isso... um grande enigma. O mundo parece que pára mas a resposta por muito errada que esteja, é impossivel resistir. Porque há algo em nós que pede por mais... Um brilho desvanece-se porque os planos outrora não eram os mesmos... Agora talvez os sejam e não passem de um bom preenchimento de vazios. Apenas isso...

    ResponderEliminar
  13. obrigada princesa (:
    felizmente já está tudo a ir ao sítio e agora é a minha vez de te dar força...se precisares, estou aqui (:

    ResponderEliminar
  14. QUE LINDOOO!!
    eu estou apaixonada, mas tento fingir que não -.-
    oh, obrigada *-* espero mesmo conseguir

    ResponderEliminar
  15. nop querida :)
    eu simplesmente lhe tou a fazer o que ele me faz a mim, dou dezprezo, ele já sentiu falta e veio falar, mas nao resolvemos nada .
    Mas de qualquer da maneiras obrigada pelas palavras :)

    ResponderEliminar
  16. eu não tenho que fingir, mas tento fingir. para ver se magoo menos o meu ego.. assim é so o coração que sofre mais..
    de nada :)

    ResponderEliminar
  17. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar

Lovers